Indicadores

R$ 998,00

b_sal_reg
R$ 1.251,78
b_sal_fam
R$ 46,54 (para quem ganha
até R$ 907,77)
R$ 32,80 (para quem ganha
de R$ 907,77 até R$ 1.364,43)
R$ 0,00 (para quem ganha
acima de R$ 1.364,43)
b_desc_inss
Salários até R$ 1.751,81
desconto de   8%
De R$ 1.751,81 até R$ 2.919,72
desconto de   9%
De R$ 2.919,73 até R$ 5.839,45
desconto de   11%
 
 

 saude-trabalhador

 

pre-olimpico-2018

PostHeaderIcon SINTICAL integra Dia de Luta Contra a Reforma da Previdência

1O SINTICAL foi às ruas dia 5 de dezembro integrando as mobilizações contra a Reforma da Previdência. A reforma aumenta a idade mínima para aposentadoria e o tempo de contribuição e pode ser votada a qualquer momento na Câmara dos Deputados.

O Dia de Luta contra a Reforma da Previdência reuniu sindicatos e representantes de movimentos populares em todo o país. Em Santa Maria sindicalistas e trabalhadores marcharam pelas ruas para alertar a população contra os prejuízos da reforma e denunciar o alardeado déficit da previdência como propaganda mentirosa.

O presidente Cleumar Godoy de Godoy e os diretores Rogério Aguirre e Lucinara Bueno Dias fortaleceram o ato que denunciou a reforma como desmonte da previdência pública para favorecer os bancos. Segundo Lucinara Dias, “a Previdência não tem déficit, o que existe são dívidas de grandes empresas e bancos, que até reconhecem que devem, mas não pagam. O objetivo do governo é acabar com o direito à aposentadoria com o aumento da idade mínima, passando o trabalhador para 65 anos e a trabalhadora para 62 anos. Também quer elevar o tempo de contribuição para 40 anos para receber 100%. Com essas regras, o trabalhador vai trabalhar até morrer sem conseguir se aposentar”, ressalta.

Os manifestantes ainda reiteraram que os agricultores familiares não foram excluídos da reforma, pois o governo retirou apenas a idade mínima de 65 anos, mas inseriu em outros artigos a obrigação de contribuição mensal dos agricultores e de todos os membros da família. Isso acaba com a condição de segurado especial da Previdência, um direito conquistado há muitos anos por quem trabalha na agricultura.